Que motivos geram ansiedade?

Crise de ansiedade em adolescentes e o retorno a “vida”

Estamos vivendo um momento de transição; a pandemia está sendo vencida; embora ainda tenhamos muitos casos. O retorno a vida é esperado com expectativa; porém para alguns adolescentes, jovens e crianças esse retorno tem sido amedrontador e muitos estão vivendo com as constantes crises de ansiedade, porque viver fora do quarto se tornou uma “ameaça social” e fora do quarto eles precisam enfrentar situações inesperadas, conflitos e frustrações vivenciados em um relacionamento social.

Quais os sintomas de uma crise de ansiedade? Fadiga, tensão, sudorese, dores musculares, náuseas, dor de cabeça, distúrbio do sono, diarreia, palpitações, tonturas e falta de ar.

Que motivos geram ansiedade?

Em tempos de pandemia o medo de contrair o vírus tem afetado muitas pessoas; retornar as atividades também tem sido um dos motivadores da crise de ansiedade em adolescentes e jovens; assim como deixar o conforto do lar, o aconchego da família e a segurança de estar em casa. Não sentir capacidade para enfrentar sozinho os desafios diários também tem sido um fator preponderante para surgirem as crises de ansiedade e o mais frequente é que jovens e adolescentes temem retomar suas atividades e contaminar os pais e outros

Familiares mais idosos com o vírus da Covid 19. Esses são apenas alguns motivos geradores da crise de ansiedade; contudo existem muitos outros que estão relacionados a história de vida de cada pessoa.

Como aliviar a crise de ansiedade?

Muitas pessoas ao sentirem os sintomas da crise de ansiedade os relacionam com um ataca cardíaco, ter sido contaminado com o vírus da Covid ou algo relacionado a um distúrbio físico e imediatamente correm ao hospital; porém a crise de ansiedade é unicamente psicológica e precisa ser enfrentada com muita calma e controle. Procure respirar profundamente e de forma bem lenta; não é fácil ter esse comportamento no momento da crise; mas ele é fundamental para que ocorra a oxigenação do cérebro e todo o seu corpo volte a funcional normalmente. Tire o foco do sintoma; acalme sua respiração e entenda que fisicamente não existe nada de errado com você e principalmente que você tem controle sobre a crise. Adquira novos hábitos: inicie uma atividade em que seja necessário concentrar a sua atenção como seguir uma receita; consertar algo; tocar um instrumento; fazer trabalhos manuais; escrever ou simplesmente contemplar a natureza. Pratique atividades físicas ao ar livre; frequentes parques e praças e tenha contato constante com a natureza. Se perceba capaz; olhe para as possibilidades e enfrente os desafios com confiança e determinação.

Quando o medo é o que te move; ele te paralisa.


Mudanças de hábito podem ajudar no controle da ansiedade


1) Estabeleça uma rotina – tenha horário para acordar, para estudar, se distrair, realizar atividades físicas e dormir.


2) Cuide de você e da sua alimentação – procure estar de bem com o seu corpo, evite exageros na alimentação e escolha que tipo de pensamento deve ocupar a sua mente.


3) Pratique exercícios físicos – a atividade física libera a endorfina o hormônio responsável pela sensação de prazer e bem-estar. Os exercícios físicos contribuem para a melhora do humor, da memória e da concentração; por isso se esforce e pratique atividades físicas ao ar livre; continue realizando todos os protocolos sanitários, mas não deixe de desfrutar da natureza.


Fique atento


A partir do momento que a família percebe alterações de comportamento no adolescente é importante acolher os seus sentimentos, considerar o que ele está sentindo e procurar um acompanhamento médio e psicológico; entendendo com profundidade o que motivou a crise de ansiedade.



Valquiria Moraes

Psicóloga e Psicopedagoga


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo